Porto Alegre receberá investimento para a realização de importantes projetos em áreas estratégicas para o desenvolvimento econômico e social da capital.

A carta consulta aprovada pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), ligada ao Ministério da Economia, prevê investimentos no Centro Histórico, 4º Distrito e Orla do Guaíba, integrando o conceito de Centro Expandido. Os recursos garantirão financiamento para o programa Centro+, coordenado pela Secretaria Municipal de Planejamento e Assuntos Estratégicos (SMPAE) e para diversas outras iniciativas desenvolvidas pela atual administração. Os recursos serão disponibilizados por meio do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).

“Recuperar as décadas de degradação do Centro Histórico e transformar o 4º Distrito demanda muito trabalho e alto investimento. Por isso, a conquista desse recurso é magnífica, mais um passo importante para o desenvolvimento de Porto Alegre”, declarou o Prefeito Sebastião Melo.

O projeto está orçado em 190 milhões de dólares, sendo US$ 91 milhões do BIRD, US$ 61 da AFD e US$ 38 milhões de contrapartida do Executivo Municipal. Entre os mais de 20 projetos apresentados ao Ministério da Economia, apenas dez foram aprovados. A proposta da prefeitura ficou em terceiro lugar, à frente de iniciativas como o Programa Onda Limpa III, da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), e o Programa de Qualificação da Infraestrutura Rodoviária Estadual do Ceará.

Carta-consulta – Responsável pela captação de recursos, a SMPAE trabalhou ao longo dos últimos seis meses na elaboração da carta-consulta remetida aos agentes financeiros, num longo processo de negociação e articulação institucional. “Porto Alegre possui, mais uma vez, a confiança de organismos internacionais. No entanto, só isso não garante a liberação de recursos. Atingimos o nosso objetivo em virtude da qualidade da proposta apresentada e do diálogo franco que estabelecemos desde o início do governo”, avalia o secretário Cezar Schirmer.

Por meio desse financiamento, a capital projeta a estruturação de um polo de atratividade turística, gastronômica, cultural e de negócios, fomentando uma maior diversificação social, inovação e o desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável. Isso ocorrerá por meio de investimentos integrados em requalificação urbana e ambiental, acessibilidade, inclusão socioeconômica e melhoria do ambiente institucional e de negócios.

Com o sinal verde, a prefeitura dará início à preparação do financiamento, fase estratégica dentro do processo necessário para a liberação dos recursos e que consiste em uma série de reuniões para a definição das prioridades dentro do escopo do projeto apresentado. A expectativa da Diretoria de Captação de Recursos e Programas de Financiamento é de que a assinatura do contrato ocorra dentro de 12 meses.

Fonte: Prefeitura de Porto Alegre.

Publicado em: 5 de novembro de 2021

Compartilhar:

Recomendados:

24 de janeiro de 2022

Conversas com Especialistas

♦ Workshop gratuito ♦ EVENTO PRESENCIAL Data: 10/02/2022 – [...]


Ler mais
24 de janeiro de 2022

P@po Online

♦ Evento com participação gratuita ♦ 27/01 – das 13h às 14h :: [...]


Ler mais
23 de dezembro de 2021

ACPA encerra calendário de eventos 2021

A Associação Comercial de Porto Alegre (ACPA) finalizou o seu calendário de [...]


Ler mais