O mundo dos negócios é feito de uma composição de elementos que são suscetíveis à influência de diversos fatores externos. Nem tudo depende apenas de uma boa gestão. Foi o que acontece com a Serki Fundações que, em 2018, por uma série de razões, teve que dar início a um processo de recuperação judicial.

A empresa sofreu o impacto da queda no volume de obras com a crise iniciada em 2013 e que originou a recessão mais longa da história do país. Para sobreviver, optou por quitar dívidas com fornecedores, conduziu uma reestruturação financeira e vendeu ativos, resgatando sua posição no mercado de construção civil.

O sócio-fundador da Serki Fundações, Sérgio Kaminski, revelou o momento em que a decisão de pedir recuperação judicial foi tomada: “Foi quando nossos compromissos fiscais e bancários já não mantinham mais a tradição da empresa de cumprir com suas obrigações”, lembra. Outro momento difícil relatado pelo empresário durante o processo de recuperação judicial foi quando do atraso de salários e de ter que se defender na Justiça do Trabalho.

O empresário revelou ainda que medidas como a redução de quadro de pessoal e de custos indiretos, a venda de ativos, a busca permanente do aumento de produtividade e a resiliência no dia a dia são algumas das medidas adotadas pela empresa atualmente para o enfrentamento da pandemia.

“Dois fatores que motivaram a não desistir da empresa: manter os empregos e não abandonar meus clientes tradicionais desde nossa fundação”, diz Sérgio Kaminski. Ainda de acordo com o empresário, o brilho nos olhos dos colaboradores após a finalização da recuperação judicial foi a mudança mais gratificante desse processo.

Passado o pior, agora é olhar para frente. De acordo com o empresário, um dos aprendizados que ficou com a situação vivenciada pela empresa foi o exercício de tolerância, resignação e resiliência para a administrar a empresa. Ao ser questionado sobre o que não repetiria como gestor, o empresário respondeu: “Acreditar em homens públicos e na Justiça do Trabalho”.

Publicado em: 10 de dezembro de 2020

Compartilhar:

Recomendados:

13 de maio de 2021

Remodelação do Centro Histórico em pauta

Durante almoço realizado no Palácio do Comércio, sede da Associação [...]


Ler mais
13 de maio de 2021

Papo Online completa um ano com edição especial

No mês em que se celebra o Dia das Mães e o Dia do Trabalhador, maio, a [...]


Ler mais
13 de maio de 2021

NuME participa de evento internacional

O Núcleo da Mulher Empreendedora da Associação Comercial de Porto Alegre [...]


Ler mais